Rhodes – Já conhece?

Sabe aquele tipo de post que você deixa guardado na manga para postar mais pra frente? Pois bem, esse era um deles, mas a vontade de escrever sobre esse cantor tomou conta de mim hoje (07/07) ao ouvir o cover que ele fez para a BBC nesta manhã do novo hit de Florence + the Machine, “Ship to Wreck”.

Já havia escutado falarem do RHODES mas somente no mês passado dei a ele alguma importância. Ao assistir o vídeo do desfile da Burberry, na semana de moda de Londres, e vê-lo performar ao vivo na passarela ganhou meu coração. A letra, a voz, a harmonia, tudo se encaixou de maneira que eu precisava conhecer mais ele.  Fui imediatamente ao iTunes e comprei cada faixa dele que estava disponível. Precisava conhecer e também reconhecer ($$) o talento dele.

David Rhodes é um cantor e compositor britânico de 25 anos de idade. O jornal inglês “The Guardian” classificou o cantor como uma versão de Sam Smith, mas com menos “soul” (em termos de gênero musical) mas com um extra intenso de baladas, além de usar o termo misterioso, já que o cantor até no nome adota uma postura mais recatada ao optar por usar somente o seu sobrenome. O jornal ainda brincou dizendo que estava tendendo a chamá-lo de a versão masculina da Emeli Sandé mas os leitores poderiam rir.

Não sabemos até onde essa comparação pode chegar e se é que pode ser feita, mas o que sabemos é que sua música é bastante solene e ele aproveita os recursos que tem para tornar a melodia ainda mais dramática. Uma combinação e tanto. É de chorar de lindo. Sério.

rhodeslive

Rhodes começou a carreira em 2013, pois só então percebeu que tinha em sua voz potencial para seguir como cantor. Seu primeiro EP, lançado ainda em 2013, “Raise Your Love” chamou atenção até da Burberry que o convidou cinco meses apenas após o lançamento do seu primeiro EP para cantar em uma de suas festas. Em 2015, foi convidado para cantar no próprio desfile!

O segundo EP, lançado já em 2014, teve a produção de Tim Bran/Roy Kerr (London Grammar) e do Ian Grimble (Daughter). Fez shows esgotados em Londres e abriu shows do London Grammar e também do Sam Smith, tanto na Inglaterra quanto em outros países europeus. Cantou também no maior festival inglês, o Glastonburry e no festival BBC’s Big Weekend. “Home” e “Turning Back Around” foram os dois últimos EP’s lançados pelo cantor que se prepara para lançar em setembro o seu primeiro álbum solo, “Whishes” e dá sequência nos shows por toda Europa abrindo para o George Ezra.

rhodes-wishes

 

 

 

Tagged with: