2015: O ano da ascensão gay

Tudo começou em 2014, mas podemos dizer que 2015 foi (E está sendo) o ano mais gay da história!

Sim, pois foi em 2015 que países como Irlanda e Estados Unidos legalizaram oficialmente o casamento igualitário, dando direito assim a casais homossexuais de se casarem, como e quando quiserem e bem entenderem!

 

Dias após (29/06/2015 para ser mais preciso) os EUA legalizarem o casamento gay, Moçambique alterou a lei que criminalizava a homossexualidade por lá!

 

Óbvio, temos muito, mas muito mesmo o que evoluir se tratando dos direitos e do respeito aos homossexuais do mundo inteiro. Afinal, enquanto uns colhe frutos, outros ainda são torturados, presos, mortos e desrespeitado mundo a fora.

Mas a música também ganhou, e ganhou muito!

 

Ano passado tivemos um fenômeno que atende por Sam Smith. O cara assumiu sua homossexualidade antes mesmo de atingir qualquer sucesso que seja, quebrou tabus ao mostrar que qualquer gay pode sim falar sobre coração partido de forma universal. Foi massivamente comparado à Adele, vendeu milhões de cópias com seu primeiro álbum, atingiu marcas e picos em charts espalhados mundo a fora de invejar qualquer um. Mas foi em 2015 que Sam garantiu de vez sua ascensão: abocanhou 4 Grammy’s.

 

Ainda em 2014, tivemos Conchita Wurst. Conchita representou a Áustria, no Eurovision 2014, e venceu! Mesmo enfrentando preconceitos e opiniões conservadoras, Conchita seguiu carreira e já em 2015 lançou o seu primeiro álbum autointitulado. Tom Neuwirth, ‘se veste’ de Conchita, rompe preconceitos mostrando que é muito mais que uma “drag com barba”: é uma voz e talento inigualável!
Deena Love, alter ego de Pedro Novas, tem feito no Brasil o mesmo que Conchita tem feito mundo a fora: mostrar seu talento nato e derrubar paradigmas e questionamentos bobos. Se mostrou ao país, ainda em 2014, ao participar da versão nacional do The Voice. Não ganhou a competição, mas viu sua carreira ser catapultada à uma visão nacional. Foi então entre o fim de 2014 e o início desse ano que Deena viu sua agenda de shows lotar e seu nome ficar cada dia mais conhecido. Esperamos agora você lançar um álbum Deena!

adamemika

Mika e Adam Lambert também escolheram 2015 pra lançar seus ótimos trabalhos. Mika lançou então seu 4º álbum, o No Place In Heaven e Adam o The Original High. Ambos fizeram se trabalho muito bem. E indiretamente, deram uma enorme contribuição à comunidade gay.

Que Deena Love, Mika, Conchita, Adam Lambert, Sam Smith, Angel Haze, Rick Martin, Elton John, George Michael, Adriana Calcanhoto e tantos outros artistas homossexuais continuem sempre quebrando tabus, derrubando preconceitos e passando uma só mensagem: ser gay é absolutamente normal.

E um pequeno detalhe: Muita coisa ainda poderá (e deve) acontecer em 2015, afinal estamos começando o 2º semestre agora!

  • obrigado pela matéria querido…ficou linda