Johnny Hooker: Você precisa ouvi-lo!

Há muito tempo (tá, há algumas semanas apenas), um brasileiro não me chamava tanta a atenção na música quanto o nome desta matéria. Eu falo do recifense Johnny Hooker!

John Donovan (seu nome de batismo) é neto de irlandês e como disse, nasceu em Recife-PE, por si só, isso já o torna uma mistura cultural interessante.

 

Adotou o “Hooker” segundo ele, por causa de uma paixão tempos atrás onde a amada era taxada de prostituta (não exatamente com essa palavra) nas redondezas de onde moravam, por ser bem resolvida sexualmente. Ao defendê-la dizia que o chamassem de prostituto, incorporou assim o ‘Hooker’ ao seu nome artístico.

Iniciou sua carreira fazendo pontas e pequenas participações como ator em filmes nacionais de pequeno orçamento, conseguiu outros papéis de mais importância em filmes como em “A Febre Do Rato” de 2011 do diretor Cláudio Assis, lançou em 2004 seu primeiro trabalho como músico, o EP The Blink of The Whore´s Pussy.

Em 2013, no longa “Tatuagem” de 2013 do diretor Hilton Lacerda, foi convidado a compor a canção tema e a fez brilhantemente, a lindíssima “Volta”. Teve em 2014 um papel na novela global “Geração Brasil” e ainda fez parte da trilha sonora com “Alma Sebosa”. Johnny ainda integra a trilha da novela “Babilônia” com “Amor Marginal”.

Em fevereiro de 2015 foi lançado o disco “Vou Fazer Uma Macumba Pra Te Amarrar, Maldito!” com as músicas já citadas e outras inéditas.

Excêntrico, tem estilo próprio reúne originalidade e talento de sobra, se inspira em mitos da música como Ney Matogrosso, Cazuza e David Bowie, tem em seus shows influências do teatro e de sua vivencia em atuações diversas.

Separe alguns minutos e ouça o álbum de Johnny Hooker, você não se arrependerá!

spotify:album:0kelpiZssyYlVNks8cHEth

Tagged with: