Os garotos da nova MPB!

Quando paramos pra pensar em MPB, imediatamente lembramos de várias cantoras, com suas vozes impecáveis, violões, delicadezas, etc. Poucos (mas memoráveis) são os nomes masculinos que são associados à nova cara da música popular brasileira. 

Já se perguntaram porquê?

Sendo a resposta positiva ou negativa, trouxe pra vocês os nossos garotos que estão aí pra representar a nova pop-funk-brega-rock-axé-zzz-MPB!

Pra começar, temos o buzz do momento: Johnny Hooker

 

Esse recifense já foi apresentado pra vocês aqui anteriormente, e que não faltam são elogios ao som do carinha que, está prestes a lançar o clipe de mais um single (Amor Marginal) e que promete ser mais uma produção de deixar o queixo caído, como já havia acontecido em Volta. Vamos aguardar revendo o antigo, que já ultrapassou 700 mil visualizações!!

Seguimos com o capixaba que conquista corações femininos e masculinos por onde passa: SILVA.

 

O cantor já tem dois álbuns espalhados por aí (Claridão e Vista Pro Mar), e atualmente trabalha na divulgação do single novo Noite, que conta com a participação do rapper Don L e Lulu Santos.

Agora ele, que resgatou, em seu último álbum (Rock’n’roll Sugar Darling), o rock esquecido, com agressividade e libido. Estou falando do Thiago Pethit!

 

Também conhecido como Pethit Prince, o músico esbanja charme e, atiça o lado sexual mais escondido de todos os que o assistem ao vivo, embalando-os com suas músicas fofas e nostálgicas.

E esse gaúcho, hein?! Fofo demais! Ele mesmo!

Filipe Catto

 

Cantor, compositor, pianista e violonista, o Catto está pra MPB como a MPB está pra ele. Dono de uma voz que amacia a mais rude alma, o cantor prepara o lançamento de seu novo álbum (Tomada), que estará disponível nas plataformas digitais no dia 08 de Setembro, mas já tem seu primeiro/novo single espalhado por aí.

Dias E Noites

 

Atualmente divulgando o novo álbum (Troco Likes), que já teve sua review feita aqui no Música Inspira, o mais querido dos queridos: Tiago Iorc

 

Vou por um clipe do moço aqui, acreditando que vocês já abriram, em outra aba, o link da review do seu álbum.

Tá pensando que acabou? Não mesmo. Falta carioca na lista? Falta sim. Com vocês: Cícero 

 

Esse gosta de se aventurar em lugares diferentes para gravar cada álbum, vejam só o título dos álbuns, escolham o  lugar favorito de vocês (ou todos) e deixem o disco rolar:

  • Canções de Apartamento
  • Sábado
  • A Praia

Quem não quer dançar na chuva quando a chuva vem? Pera, isso lembra alguém? Sim!!! Do paulista Marcelo Jeneci

 

Se tem um que retrata a fofura em suas músicas, é ele. Inspirando-nos a viver cada segundo da vida, e fazendo com que ela passe de forma bem leve. Obrigado, Jeneci!

Associou algum desses ao imenso Cazuza? Se sim, erraram.

Tendo sua voz muito comparada à do Caju, este que vos apresento agora, despontou e está por aí dando continuidade ao seu trabalho: Toni Ferreira

 

Apesar de toda a comparação, ele diz que se inspirou e quis que o álbum homônimo soasse como o Cinema Transcendental, do baiano Caetano Veloso.

Falando em Bahia, não poderíamos deixar ela de fora dessa lista! O cantor que vou lhes apresentar agora, poderia ficar somente numa provável lista dos grandes nomes do axé (que vem de lá), mas é transcendentalmente lindo demais pra isso. Estou falando do Saulo Fernandes.

 

O cantor – que teve sua carreira desligada de uma das maiores bandas de axé do Brasil – nos mostra em cada trabalho, sua Bahia gostosa e curtida. Dá vontade de sentar numa rede, de frente pro mar…

É galera, a música do Brasil ainda nos surpreende! Basta procurar com cuidado e ficar atento aos sons!

Depois de ter escutado tudo isso, ainda vão associar a MPB somente às mulheres?