100 anos de Piaf

Em dezenove de dezembro de 1915, nascia em Paris Édith Giovanna Gassion, mundial e historicamente conhecida como Édith Piaf.

Ou seja, comemoramos em 2015 um século de um mito, de um símbolo!

Édith Piaf teve uma vida difícil, foi descoberta cantando pelas ruas de Paris por volta de 1935, já no ano seguinte lançava por contrato com a Polydor seu primeiro álbum, o Les Mômes de la Cloche.

Contribui com a música, emprestando sua força, seu talento único e também com grandes clássicos como La Vie En Rose (1946), Milord (1959), “Non, je ne regrette rien” (1960).

Em 1949 seu grande amor, o boxeador Marcel Cerdan morreu em um acidente de avião, em uma viagem a seu encontro. Dava início então a seu declínio e também a criação de grandes clássicos como Hymne à l’amour e Mom Dieu.

De uma vida sofrida e difícil a uma ascensão ao estrelato e carreira sólida, Édith também teve seus problemas sérios  seus dramas. Faleceu em 10 de outubro de 1963.

Em homenagem então à grande mulher e musicista que foi Édith Piaf, foi criado o espetáculo Piaf! O Show. O show  saiu em turnê mundial que se encerrará em Paris em Dezembro e está em cartaz no Teatro Bradesco em São Paulo e fica em cartaz até o próximo dia 19.
Para comprar ingressos clique aqui.

Uma dica

Se ficou curioso(a) e quer conhecer mais sobre Édith Piaf, há uma ótima dica de filme, a cine biografia Piaf – Um Hino Ao Amor. Lançada em 2007 e dirigido por Olivier Dahan o longa ainda rendeu um Oscar de Melhor Atriz à espetacular Marion Cottilard.

Lembrando que Piaf serve de inspiração para artistas pop de hoje como Lady Gaga, Christina Aguilera e Madonna, que por sua vez incluiu em sua nova turnê uma interpretação de  La Vie En Rose.

Tagged with: