A polêmica dos mamilos!

Está tudo bem nas redes sociais, todos curtindo, compartilhando e postando de tudo um pouco, até que, de repente aparece em sua timeline… seios!

Não é novidade pra ninguém, que a galera tem perdido a noção das coisas ultimamente. Com o fácil acesso aos conteúdos que podem ser expostos em páginas públicas como o Twitter, Facebook, Instagram, entre outros, todos se sentem aptos e dispostos a por opiniões pra fora da caixola de diversas maneiras criativas diferentes.

Essas redes então, retiram qualquer conteúdo que julgam não seguir os padrões da rede social em relação à nudez. 

Mas isso tem gerado tanta discussão. E a mais recente está acontecendo por aqui (Brasil).

Estou falando da capa do novo álbum da cantora Karina Buhr, Selvática. 

20150915163028121358u

A artista está em processo de lançamento do seu novo disco, e diz ter se inspirado em mulheres guerreiras dos textos sagrados, ao resolver aparecer com os seios pra fora na capa do mesmo. Não demorou muito para que o Facebook tirasse a capa do disco, alegando o motivo já citado acima.

O que a Karina fez? Convocou amigos e fãs, e juntos iniciaram uma campanha compartilhando imagens parecidas e usando a hashtag #selvática.

A cantora já tinha se envolvido em algo parecido em março deste ano, ao divulgar o seu projeto Sexo Ágil (movimento em prol do feminismo e da liberdade do corpo), quando seu perfil foi bloqueado.

Acho absurda a conduta do Facebook, mas acho mais grave as denúncias. As pessoas compartilham vídeos que incitam a violência, cenas de sexo gratuitas e machistas nas quais as mulheres são mostradas em posições e condições que lhes são impostas. Sexo é permitido se for machista. – criticou Karina na época.

O fato é que, a cantora está conseguindo o que quer. Nesta quinta-feira (17), o Ministério da Cultura publicou uma nota em apoio à ela, e foi além, classificando a ação como censura e, dizendo que atua para proteger a expressão da diversidade cultural dos povos. Segundo eles, a censura e o controle da informação ferem o estado de direito  e colocam em risco conquistas democráticas no Brasil e em outros países do mundo, assim como atentam contra a criatividade e a livre expressão artística e de pensamento.

O Facebook, por sua vez, em nota afirmou que trabalha incansavelmente para manter em sua comunidade um ambiente ideal e permitir que as pessoas se expressem criativamente, tomando o cuidado de respeitar a sensibilidade de algumas pessoas com culturas e idades diferentes.

Fora do Brasil, já tivemos vários artistas que lutaram ou apenas foram vítimas dessa censura. Dentre eles, a Miley Cyrus. 

miley-nude

A cantora, que já se envolveu em várias polêmicas, aderiu à campanha #FreeTheNipple, onde brigava pela liberação dos mamilos nas redes sociais.

Na época, ela postou uma foto em preto e branco, e disse que algum chato com certeza iria denunciar, mas que ela não ligaria.

miley-topless-insta

Pelo visto, esse assunto ainda vai gerar muita discussão mundo afora.

E você, é contra ou a favor?

Enquanto você pensa a respeito, vale a pena escutar o novo single da Karina, Eu Sou Um Monstro