10 álbuns fazendo 10 anos em 2015 [Parte 1]

Esse é mais um daqueles artigos que visam esfregar na sua cara o quanto está velho. O quanto estamos velhos!

 

Parece que não, mas faz 10 anos por exemplo, que dançávamos Hung Up e Sorry e tentávamos imitar aquelas piruetas doidas que só Madonna mesmo pra fazer.

Fazem 10 anos também que nossos ‘quadris não mentem’, assim como os da Shakira. Dez anos também, que ela vivia aquele caso tórrido, extremamente sexy com Alejandro Sanz no vídeo para La Tortura.

Enfim, o tempo passa e o que nos resta são os clássico dos quais lembraremos pra sempre. Então reuniremos nesse post, 10 álbuns que marcaram muitos e também marcaram a indústria.

Madonna – Confessions On A Dancefloor

Confessions_on_a_Dancefloor_Madonna

O décimo álbum de estúdio da rainha do pop, chegava ao mercado dia 15 de novembro de 2005. Tecnicamente ainda não faz os ditos dez anos, mas na prática (que é o que importa aqui) é que 2005 parecia ter o terreno preparado pra esse trabalho.

Todo inspirado na música pop das décadas de 1970 e 1980, inclusive com um sample de Gimme Gimme Gimme (A Man After Midnght), clássico do ABBA em Hung Up. Madonna apresentava um trabalho primoroso, retornando depois do American Life que era tido como um fracasso na carreira da cantora.

Dia 17 de outubro do mesmo ano chegava seu primeiro e bombante single, Hung Up, que abria os trabalhos do álbum. Os singles seguintes (Sorry, Get Together  e Jump) chegava as rádios apenas em 2006.

Confession On A Dancefloor  ainda serviu de apoio pra uma das grandes turnês de Madonna a Confessions Tour.

O álbum e o DVD da turnê, ganharam um grammy cada um, na categoria Melhor Álbum Eletrônico/Dance em 2006 e Melhor Vídeo Musical de Longa Duração em 2007 respectivamente.

The Black Eyed Peas – Monkey Business

Monkey_Business

O quarto álbum do grupo norte americano, segundo com Fergie nos vocais, era lançado também em 2005.

Monkey Business chegava com o single Don’t Phunk With My Heart como carro chefe e ainda garantindo no no seguinte um Grammy ao grupo de melhor performance de música Rap/Hip Hop por Grupo ou Duo.

Os singles seguintes foram: Don’t Lie, My Humps, Pump It e Bebot.

Mariah Carey – The Emancipation Of Mimi

Mariah-Carey-The-Emancipation-of-Mimi-2005-Full-Album

O ano de 2005 viria a ser marcado para sempre na memória dos fãs e da própria Mariah Carey.

Vindo de sucessivos fracassos na carreira, desentendimentos com a mídia, empresários, produtores e gravadoras, Mariah seu um tempo de quase 3 anos entre o lançamento do álbum anterior e do então atual.

Músicas como Don’t Forget About Us e We Belong Together viria a se tornar verdadeiros clássicos da música e embalam casais apaixonados até os dias de hoje. A cantora deixava também de lado o semblante de diva intocável, tornou-se mais acessível aos fãs e mídia.

O álbum encabeçou listas mundo afora entre os mais vendidos, singles então nem se fala. Sucesso estrondoso, épico!

50 cent – The Massacre

e191c15a2e0344eac198e561539539518ad9cc8c

No mesmo mês de The Emancipation Of Mimi, chegava aquele que infelizmente viria a ser o último grande feito de 50 Cent.

O Rapper vinha de um estrondoso sucesso com seu primeiro álbum, mantinha ainda um grupo de rappers, que na época eram os mais rentáveis da indústria, a G-Unit. Tinha lançado também sua biografia em filme.

Tinha como singles Disco Inferno, Candy Shop (feat. Olivia), Just a Lil Bit e Outta Control. 50 Cent compôs todas as canções e ao lado de nomes como Eminem e Dr. Dre produziu a grande parte das músicas.

Vendeu em 4 dias mais de 1 milhão de cópias, ultrapassando a barreira das 11 milhões de cópias mundialmente.

shakira – Fijación Oral Vol. 1 / Oral Fixation Vol. 2

 

Shakira_-_Fijación_oral_vol._1Shakira chegava em 2005 com um projeto audacioso: dividir seu novo trabalho em duas partes, uma totalmente em espanhol e a outra em inglês.

E deu muito certo. Em junho daquele ano chegava ao mercado Fijación Oral Vol.1 que contava apenas com canções em espanhol e em novembro do mesmo ano, Oral Fixation Vol. 2, esse totalmente em inglês, inclusive com algumas versões em inglês de canções da primeira parte do projeto.

Oral_Fixation_Vol._2

Trazia também hits que ficaram na memória de um imenso público mundial, que a colombiana conquistou através desse trabalho, La Tortura com Alejandro Sanz e Hip’s Don’t Lie com Wycleaf Jean.

 

RBD – Nuestro Amor / Rebelde

nuestro-amor-W320

Ainda 2004, o SBT estreava em sua grade uma telenovela também mexicana, como de praxe, intitulada Rebelde. O que ninguém imaginava era o fenômeno que a história dos 6 amigos composto pelos atores Anahí, Dulce María, Maite Perroni, Alfonso Herrera, Christopher Uckermann, e Christian Chávez seria.

Rebelde_Edição_Brasil

Milhares de álbuns vendidos pelo país forçou até a banda composta pelos protagonistas, o RBD, a gravarem um álbum inteiramente composto de versões em português das canções contidas no primeiro álbum da banda, que viria a ser lançado em 2005, mesmo ano de outro grande sucesso do grupo: Nuestro Amor.

Resultado: Shows lotados por toda a América Latina, milhões de cópias vendidas e uma legião de fãs que perdura até os dias de hoje, que por sinal ainda mantém esperança de um retorno do RBD.

cpm 22 – felicidade instantânea

342431gg

“Um minuto para o fim do mundo, toda sua vida em 60 segundos
Uma volta no ponteiro do relógio, pra viver (…)”

Quem foi adolescente em 2005 provavelmente leu esse trecho entoando a canção que virou tema na época. A banda de rock paulista, vivia na época uma fase importante do rock brasileiro. Ao lado de outras bandas como Detonautas, Charlie Brown Jr. e Pitty.

Toda uma fase resumida em frases melódicas, tristes às vezes, mas sempre diretas. E assim o álbum Felicidade Instantânea se tornava então um clássico na vida daqueles adolescentes, hoje adultos.

Pitty – Anacrônico

anacronico-W320

Acabamos de citar o nome dela. E falando em marcar época no Brasil e marcar a vida de adolescentes, hoje adultos, é com essa baiana.

Em 2005 era lançado seu segundo álbum, Anacrônico. Sucesso de vendas, público, crítica. Anacrônico, Memórias, Deja Vu, Na Sua Estante e De Você viria se tornar clássicos da música brasileira e perpetuam até hoje nos ouvidos dos amantes de rock e no próprio repertório da cantora.

O disco conseguiu o disco de diamante, que no Brasil equivale a mais de 500.000 cópias vendidas.