Outubro Rosa: Sheryl Crow e o exemplo do diagnóstico precoce

Mesmo que você não conheça a cantora country norte-americana Sheryl Crow, é difícil que você não tenha escutado algum de seus hits pelo menos uma vez. Seus maiores sucessos incluem All I Wanna Do (1994), Soak Up The Sun (2002) e The First Cut is the Deepest (2003).

Ganhadora de vários Grammy Awards e Country Music Awards, ela tem uma outra grande conquista no seu histórico: venceu o câncer de mama. Em 2006, ás vésperas de uma turnê, ela foi diagnosticada. Felizmente em seu estado inicial, com chances bem maiores de cura e tratamento menos agressivo: quimioterapia não foi necessária, “apenas” cirurgia e radioterapia, aliadas à tratamentos com chás e ervas. Em sete semanas a cantora estava curada.

Desde então a cantora vem financiando pesquisas que se empenham em descobrir as causas e curas para o câncer e participado de eventos de conscientização. Ora, se não fosse o diagnóstico precoce, Sheryl teria um tratamento bem mais longo e dificultado.

Em entrevista concedida ao portal CancerConnect.com pouco tempo depois da sua recuperação, ela diz: “if I don’t take care of myself then obviously I’m going to be unable to really give my best to everybody else” (se eu não tomar conta de mim mesma então obviamente não serei capaz de dar o meu melhor para mais ninguém).

Ela sabe que serviu de exemplo para muitas. Mulheres a partir dos seus 40 anos devem realizar exames preventivos pelo menos uma vez por ano. Afinal, como ela diz no seu hit All I Wanna Do“I’ve got the feeling I’m not the only one” (Sinto que não sou a única). 😉

Tagged with: