Os piores álbuns de 2015, segundo o ranking do Metacritic

Listamos ontem aqui, os álbuns mais bem avaliados no agregador de notas Metacritic.

Hoje chegou a vez de listarmos os álbuns mais mal avaliados do ano. A menor pontuação do ano foi 51 pontos, o que representa uma certa qualidade na produção musical em 2015, visto que em outros anos, alguns álbuns chegaram a marcar 30 pontos em sua média.


10 – global – todd rundgren

O multi instrumentista Todd Rundgren chegara em 2015 ao seu vigésimo quinto álbum.

Mas sua experiência talvez não tenha sido suficiente: baseado em oito reviews (seis medianas), o álbum acumulou apenas 57 pontos em sua média.

09 – if i kill this thing we’re all going to eat for a week – lieutenant

O disco de estreia do atual baixista do Foo Fighters não parece ter surpreendido a crítica.

O álbum de nome longo, lançado em março desse ano, passou por nove críticas computadas pelo metacritic, acumulando em sua média apenas 56 pontos.

08 – full speed – kid kink

Lançado ainda no início do ano, o quarto álbum de Kid Kink também figura nessa seleção.

Tem participações de Usher, Chris Brown e até Tinashe e foi produzido por grandes nomes como Stargate, mas a crítica também não se surpreendeu com o trabalho, conferindo a ele críticas medianas resultando em uma média de 55 pontos.

07 – jekyll + hyde – zac brown band

Formada em 2002 Zac Brown Band chegava em 2015 com mais um trabalho, porém seu trabalho não agradou a crítica, garantindo-lhes assim, apenas 55 pontos

06 – déjà Vu – Giorgio Moroder

Nem parcerias com Sia, Britney Spears, Kylie Minogue e Charli XCX puderam salvar o já fardado álbum do DJ e produtor Giorgio Moroder. Mais de 15 anos sem lançar nenhum disco inédito, Giorgio ensaiava um retorno triunfal, mas nada parece ter dado certo e o disco lhe garantiu 54 pontos apenas na média geral.

05 – american spring – anti flag

A banda punk Anti Flaglançava seu nono álbum de estúdio em maio de 2015, mas infelizmente não agradou muito bem a crítica. O disco American Spring acabou atingindo apenas 54 pontos de média no metacritic.

04 – wilder mind – mumford & sons

Incompreendida e mal sucedida essa mudança na imagem da banda. Mumford & Sons que tem um Grammy de álbum do ano, tentou fazer algo diferente e não agradou muito.

Muitas foram as críticas, renomadas ou não, resultando assim em 54 pontos de média.

03 – hit n run phase one – prince

Prince é um dos maiores nomes da música pop mundial!
Porém sua carreira sólida não o salvou de ser sucumbido pelo fracasso desse seu último trabalho. HITnRUN Phase One amarga aqui, a terceira posição com apenas 54 pontos em sua média geral. E é possível que sua exclusividade pelo TIDAL tenha contribuído para tal fracasso.

02 – new glow – matt & kim

Baseado em onze resenhas, o quinto álbum da dupla Matt & Kim atingiu a média de 52 pontos, tornando-se assim o segundo álbum mais mal avaliado do ano no metacritic.

01 – coming up for air – kodaline

E o álbum mais mal posicionado no ranking de 2015 do Metacritic é o mais novo trabalho dos irlandeses do Kodaline.

Lançado em fevereiro deste ano, o segundo álbum da banda e acumula uma pontuação de 51 no agregador de críticas, foram 7 reviews levadas em consideração – incluindo uma negativa que avalia o álbum com uma nota de apenas 20.

Cabe lembrar das notas de usuários: 2,5!


Lembrando que: Por mais que os álbuns não alcancem uma pontuação alta (figurando assim em listas como essa), os discos ainda são bem avaliados, chegando, todos, a uma média razoável.