10 Vídeos Tristes Que Nos Inspiram

Ahh a tristeza, a depressão, nunca elas foram tão cultuadas na música como nos nossos dias atuais.

Me arrisco a dizer que a tristeza, a depressão, a infelicidade, a decepção, a desilusão devem ser encarados de frente. Sem temores, sem receios, com coragem e determinação. Afinal, só você mesmo se entende 100% e só você se conhece o bastante a ponto de recuperar pontos perdidos em si mesmo.

Fizemos há alguns meses uma playlist de músicas de auto ajuda, canções que nos fazem refletir, sugiro que ouça aqui, antes de dar seguimento ao nosso assunto de hoje: Vídeos tristes.

Separamos aqui dez vídeos que, dentre inúmeros outros, nos inspiram, e despertam em nós aquele sentimento de solidão, desilusão, decepção, ou qualquer outro que nos derrotam, nos fazem refletir, quebrar preconceitos, interpretar e enfrentar situações difíceis. Confira:

Rihanna Feat. Mikky Ekko – stay

Aquele amor que nos arrasa, nos deixa sem chão, impossível de resistir mesmo sabendo que poderá nos machucar. Essa é a premissa de Stay, faixa presente no disco Unapologetic de Rihanna com participação de Mikky Ekko.

O vídeo é simples como a música e traz uma Rihanna intimista e reflexiva. Nos inspira a ser sinceros com nossos sentimentos, com nós mesmos.

demi lovato – skyscraper

Composta originalmente para o disco de Kerli, a canção caiu nos braços de Demi Lovato se tornando carro chefe de seu terceiro disco: Unbroken. A música então viria a representar tudo aquilo que Demi havia enfrentado antes de seu lançamento, representava um renascimento da cantora.

A música inspirou inúmeros fãs de Demi a se livrarem de sua depressão de suas mazelas. A canção hoje representa para a cantora um marco em sua vida pessoal e provavelmente na vida de seus fãs.

P!nk – who knew

O vídeo retrata a triste história de um casal. Mas a letra segundo sua autora se diz a respeito de amizades quando acabam repentinamente.Em Who Knew P!nk canta sobre um de seus melhores amigos que repentinamente morreu vítima de uma overdose.

“Te manterei trancado em minha mente
Até nós nos encontrarmos de novo
Até nós
Até nós nos encontrarmos de novo
Eu não vou esquecer você, meu amigo
O que aconteceu?”

 Avril Lavigne – When You’re Gone

O disco The Best Damn Thing rendeu bons frutos a carreira de Avril Lavigne e foi um divisor de águas na carreira da canadense. Se até então ela investia em tramas pesadas, tristes e rebeldes em suas canções e vídeos, em seu terceiro disco, Avril expandiu seus limites, passou a fazer algo mais pop mas sem perder aquilo que fazia de melhor: letras sentimentais.

O segundo single do disco é When You’re Gone, o vídeo não poderia deixar de estar nessa nossa lista, carrega em sua narrativa pequenas histórias de amor que, por diversas causas, diversas reviravoltas, são impedidas de serem vividas. Pessoas apaixonadas que por algum motivo, não podem se entregar, não podem viver esse amor.

nickelback – lullaby

O que fazer quando o momento de maior felicidade na vida de um casal é atrapalhado por uma triste fatalidade?
Essa é a premissa de Lullaby, um dos vídeos mais tristes e lindos da banda canadense.

No vídeo um jovem casal está a espera do nascimento de seu primeiro filho, mas por algum problema a mãe do bebê vem a falecer e o pai enfrentará os desafios da paternidade e maternidade.

hozier – take me to the church

Um casal gay que enfrenta toda uma sociedade para se manterem juntos, mas seus sonhos, seu amor, sua felicidade são atrapalhados por uma injusta agressão, por um grupo de pessoas que pregam apenas o ódio.

Uma narrativa que poderia servir para um filme de ficção, mas é a mais pura realidade de milhares de homossexuais mundo a fora que, na voz de Hozier ganhou uma narrativa em seu videoclipe para Take Me To The Church.

christina aguilera – hurt

Uma história que rende várias interpretações. Uma delas, a que tiramos aqui, é a que: não pode haver nada que te atrapalhe a estar com quem você ama. Seu namoradx, pai, mãe, amigos.

Hurt ainda ganha uma interpretação grandiosa, magnífica, digna de uma Christina Aguilera.

 Johnny Cash – hurt

Um homem já em sua terceira idade, passa a refletir sobre seu atual estado de graça e espírito. Suas reflexões sobre sua longa vida, sobre o que passou e deixou de passar ganharam forma, letra, melodia e vídeo.

Hurt representa toda uma vida dedicada à música e uma análise pessoal de si mesmo. É introspectivo, tem seus momentos triste e nos inspira a pensar mais sobre nós mesmos.

 O Rappa – O Salto

Um pai se vê sem emprego, partindo daí batalha pra tentar tocar a vida pra frente e sustentar sua família.

Narrativa muito próxima de nossa realidade, principalmente nos dias atuais. É O Rappa de forma poética, lírica, retratando nossa realidade. Assim como outros trabalhos da banda é sempre atual e cabe a muitos contextos.

fort minor – where’d you go

O grupo que misturava em seu som o rap, o rock e a música eletrônica, trazia no vídeo de seu maior hit, o drama das pessoas que perderam alguém. Mais especificamente famílias destroçadas e acabadas pela perda de soldados vítimas em guerras.