A volta da Melanie C!

A para sempre sporty-spice Melanie C acaba de lançar single novo e libera álbum novo para pré-venda, isso tudo, após texto em revista britânica no qual explica o fato de não querer retornar com o antigo grupo.

Então, as Spice Girls estão planejando um retorno para saciarem a vontade dos fãs, comemorarem os 20 anos de lançamento do primeiro disco da banda e, claro, ganharem mais uma boa grana, mas elas não voltarão com o formato original. Isso porque a Victoria decidiu não retornar por motivos pessoais (carreira com a moda e família), e – pasmem – a querida Mel C também não estará no quinteto. Logo, teremos um retorno com Mel B, Geri e Emma apenas. Mas não se chateiem, a Melanie explicou em recente texto o motivo que a fez tomar essa decisão.

Em entrevista à revista LOVE, ela falou:

MEL-C-6--xlarge_trans++Cca9BU0TuyHkZJzHTSJqzg57EFzlVrO-V_kNyX87nOk“Vocês não vão me ver reclamando da vida – ela é brilhante. Sei que algumas pessoas reclamam sobre atenção – mas eu queria ser famosa desde o começo. Como as outras Spice Girls, eu aprendi muito cedo que quando se trata da fama, você não pode pegar apenas uma fatia do bolo. Você tem comê-lo inteiro.”

E ainda falou sobre a diferença entre a época em que as meninas foram lançadas e agora. Citou suas referências e, claro, mostrou-se avessa a qualquer possível volta aos holofotes com o grupo. Melanie C, hoje mãe, muito mais madura e sem as ambições que tinha quando ainda era jovem e idolatrada pelo mundo inteiro, falou muita verdade nesse texto – uma verdade só dela:

“Se eu não fosse quem eu sou, nunca estaria na mídia – toda essa coisa me irrita. Não me levem a mal, eu até entendo, e o poder que isso traz é essencial na vida moderna. Mas eu sou uma criança dos anos 80. Meus primeiros álbuns foram The Kids From Fame, Fantastic (Wham) e Like A Virgin (Madonna). Esses foram os meu ídolos. Eles eram famosos, talentosos e destruidores. Era o que eu queria ser. Eu queria cantar, dançar e fazer com que o mundo lembrasse de meu nome. E eu tive isso. Mas minha relação com a fama mudou muito de lá pra cá. Sou uma cantora e compositora, não uma celebridade. São coisas completamente diferentes. Você pode ganhar uma fortuna sendo uma celebridade a depender do quanto de sua dignidade você quer manter. Sou uma performer, e estar no palco – seja em frente a 20 ou 20 mil pessoas – me dá prazer. Se eu não faço isso por muito tempo, eu sinto como se uma parte de mim estivesse perdida. A fome de performar e criar nunca me deixará. E eu sempre serei uma Spice Girl, mas toda essa especulação em cima do nosso retorno é exaustiva. Agora é regra que todas as bandas tem que voltar? Porque não podemos ser lembradas pelo tanto que conseguimos lá nos anos 90? É muito difícil pra mim desapontar todos vocês, mas eu tenho que seguir meus instintos. E tenho certeza de que meu trabalho solo nunca causará o mesmo impacto que eu causei quando estava nas Spice Girls. Eu amo a banda, sou muito orgulhosa do meu passado, e sempre abraçarei e celebrarei o fato de ser uma Spice Girl, é o que eu sou.”

Como o tempo não pode ser perdido, a Mel aproveitou e lançou logo o single novo – Anymore. Aliás, como de costume, a primeira música de trabalho sempre vem num tom mais animado – diga-se pop. O negócio é que dessa vez, parece que teremos essa Mel C mais trabalhada no pop europeu mesmo. A mídia britânica comparou o trabalho a algo feito pelo trio Years & Years. Eu curti muitão e tô sentindo um cheiro de sucesso!

 

O sétimo álbum de sua carreira, Versions Of Me, já está em pré-venda e tem seu lançamento marcado para o dia 21 de Outubro. Oba!

14231966_10154565328637710_268724113171696576_o

Dear Life
Escalator
Anymore
Something For the Fire
Version of Me
Numb
Room For Love
Unravelling
Loving You Better
Our History
Blame