AQUECIMENTO GRAMMY: Quem são os Black Pumas?

Black Pumas

Indicados na categoria de Melhor Novo Artista do Grammy 2020, os Black Pumas impressionam pela conquista com tão pouco tempo na ativa. Porém, mesmo com, aparentemente, pouca relevância na música a dupla consegue feitos e atenção por onde tem passado.

Quem são os Black Pumas

Black Pumas é uma dupla americana composta por Eric Burton, de 30 anos, como vocalista e o guitarrista e produtor Adrian Quesada, de 42. Foi criada em Austin, Texas. Lançaram ano passado, seu primeiro – e ótimo – disco,  auto intitulado.

Enquanto promoviam seu primeiro disco, uma canção  se sobressaía chamando muito a atenção de um público mais atento: Colors. É a faixa mais notória da ainda curta carreira da dupla. É a mais popular e se, tivéssemos que escolher uma música pra apresentá-los, Colors seria a escolha certeira!

Quem é Adrian Quesada

Adrian Quesada já é um cara experiente na música e com uma boa estrada percorrida. Pra começar a falar de Black Pumas, a gente deve falar da importância de Adrian e, pra falar do cara, a gente deve falar do grupo latino Grupo Fantasma.

O Grupo Fantasma rendeu a Adrian duas indicações ao Grammy, incluindo uma vitória. Em 2008, o grupo foi indicado a Melhor Álbum Latino de Rock ou Música Alternativa com o impressionante Sonidos Gold (vale muito a pena dar uma conferida no disco) mas perdeu o prêmio. Dois anos depois, a banda voltava a ser indicada na mesma categoria (reformulada na época) com o disco El Existential, mas dessa vez saía de lá vencedora.

Ao mesmo tempo, o grupo ainda ganhava notoriedade quando colaborava com gente de peso como Daniel Johnston e o inesquecível Prince. Com Prince aliás, eles tocaram algumas vezes incluindo na apresentação do cantor no ALMA Awards, de 2007.

Além de toda essa agenda, Adrian ainda comandava a banda Brownout ao lado de ex integrantes do Grupo Fantasma. Lançando com eles mais 5 discos, tendo o último em 2018, o Fear of a Brown Planet.

Eric Burton, a alma de Black Pumas

Eric Burton era um músico de rua. Começou a cantar na igreja e em alguns musicais no teatro, especialmente no Vale de São Fernando, em Los Angeles.

Posteriormente, o Eric passou a cantar nas ruas da California, mais precisamente no famosíssimo píer de Santa Mônica. Com licença garantida (pra quem não sabe, nos EUA pra se apresentar, e pedir contribuições por isso, nas ruas o cantor precisa de uma licença) Eric passou a chamar a atenção com suas apresentações.

Então, suas apresentações itinerantes não tardariam. E foi assim que Eric foi parar em Austin, berço da música de rua americana e dos projetos de Adrian. Foi por lá que eles se conheceram e decidiram se unir criando o duo.

A indicação a BEst New Artist

A junção dos dois talentos resultou em um incrível disco lançado em 2019. O disco, por sua vez, resultou em uma indicação a uma das principais categorias do Grammy nessa edição de 2020, em Best New Artist ou Melhor Novo Artista.

Em meio a nomes populares como Billie EilishLizzo, Rosalía Lil’ Nas X, ou até nomes um pouco desconhecidos mas ainda assim populares pra alguns americanos, os Black Pumas chamava a atenção pelo menos óbvio: poucos conheciam a dupla, mesmo com mais de 17 milhões de reproduções no Spotify.

Ainda assim, garantiram sua nomeação (terceira do Adrian, primeira do Eric) e chega à cerimônia com dois prêmios no  Austin Music Awards. Eles venceram nas categorias de Revelação e Música do Ano com Black Moon Rising.


Recomendamos que pare uns minutinhos do seu dia e aprecie a obra que é Black Pumas. Uma mistura pra lá de interessante e agradável do funk (o original americano) com o rock e música alternativa latinos. Além do Black Pumas, ouça também os discos do Grupo Fantasma e Brownout.